A procura pelo preenchimento labial em BH está crescendo cada vez mais nas clínicas de dermatologia. Sobretudo, em moças mais jovens que conhecem os efeitos apresentados pelas celebridades adeptas dessa prática. Com o tempo, esse tipo de tratamento vem sendo desmistificado e os avanços nas técnicas e métodos atuais estão apresentando resultados cada vez mais naturais na aparência final.

Atualmente, uma das técnicas mais utilizadas e indicadas é a aplicação de ácido hialurônico por se tratar de uma substância segura, de aplicação simples, utilizando a  quantidade recomendada em cada paciente e também por ser essa uma das matérias-primas naturais do corpo humano para a produção de colágeno. A dermatologista Tathya Taranto, membro efetiva da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), explica que os benefícios de se trabalhar com essa substância são vários, mas principalmente o aspecto natural dos seus resultados. “Com o ácido hialurônico conseguimos devolver não apenas o Volume perdido dos lábios, como otimizar a hidratação e efeito gloss, suavizar as rugas dos lábios,  definir o contorno da boca, mas sempre com técnicas adequadas que proporcionam segurança e naturalidade  dos resultados. O maior propósito é preservar a naturalidade e harmonia facial do paciente. A beleza sempre se baseia no equilíbrio”.

O preenchimento labial é recomendado para quem perdeu traços do contorno ou do volume labial com a idade e para quem tem lábios desproporcionais (o superior muito maior que o inferior, e vice-versa). A aplicação com profissionais qualificados e experientes, na técnica adequada e com a quantidade ideal de produto, não comprometerá a naturalidade do paciente e nem vai deixar a pessoa com um ‘bocão’ que desarmoniza com o restante do rosto, pelo contrario, buscamos reaçar os pontos positivos do lábio e devolver a harmonia dele, dentro da face. Vale ressaltar que esse tipo de procedimento é feito após aplicação de anestesia local para que o paciente sinta-se mais confortável durante a aplicação.

Ainda assim, para os pacientes que preferem maneiras não invasivas e sem preenchimento com ácido hialoronico, a dermatologista explica que existem outras indicações que estimulam a própria pele a produzir colágeno por meio de lasers. Por exemplo, o Lip Laser, um protocolo da estação Fotona, no qual é utilizado uma ponteira intra-oral. É possível utilizar em todos os pontos dos lábios e mucosa da área, estimulando a produção de colágeno de dentro para fora. “Essa é uma opção para quem não quer passar pelo procedimento com agulhas. O Lip Laser rejuvenesce os lábios e melhora as rugas finas. O colágeno que o corpo produz promove esse efeito de preenchimento leve e natural. Para quem deseja um procedimento com resultados mais suaves é uma boa indicação”, explica Tathya Taranto.

Comentários: