AS CICATRIZES CIRÚRGICAS

Quando o assunto é cirurgia, seja ela estética ou terapêutica, um dos fatores que mais gera ansiedade nos pacientes é a cicatriz resultante. E se a cicatriz ficar “feia”? De forma geral, podemos classificar as cicatrizes cirúrgicas em 3 tipos principais:

-> Cicatriz Atrófica: caracterizada pela depressão ou “buraco” na cicatriz, em que há uma perda do tecido cutâneo local;

-> Cicatriz Hipertrófica: surge quando a produção de #colágeno para fechar a sutura  ocorre de forma desorganizada. É caracterizada por uma cicatriz elevada em relação à pele ao redor; 

-> Quelóide: é uma tendência individual à cicatrização irregular, que ultrapassa os limites da própria sutura, podendo crescer para os lados.

A CICATRIZ DE ACNE

A acne é uma doença cutânea que, além de provocar grande desconforto durante sua fase ativa, pode deixar marcas profundas na pele que têm difícil tratamento. As cicatrizes decorrentes da acne são caracterizadas pelo aspecto irregular da pele, com depressões, e pelo surgimento de áreas avermelhadas ou manchadas.


OS TRATAMENTOS MAIS INDICADOS


Apesar de não ser possível remover as cicatrizes inestéticas por completo, existem tratamentos realmente eficazes que ajudam a melhorar a textura cutânea, como.

 

  • Laser Erbium-YAG – Fotona

 

Com temperatura elevada, o Erbium-Yag gera um depósito profundo de calor na pele, provocando uma coagulação seletiva do colágeno. O laser é não ablativo, ou seja, não remove totalmente a epiderme, camada mais superficial da pele. Provoca, em contrapartida, microcanais térmicos cuja pele ao redor se mantém íntegra para ajudar na regeneração da parte acometida. Cada sessão dura em média 1 hora e, para alcançar melhores resultados, recomenda-se fazer, em média, 4 sessões, com intervalos mensais. O incômodo é bem tolerável e a melhora pode ser constatada a partir da segunda ou terceira sessão.

 

  • EndyMed

 

O EndyMed™ é um equipamento de microagulhamento robótico que provoca, de forma automatizada e segura, pequenas punturas na pele, estimulando a produção de #colágeno . Além do efeito de microagulhamento, esta tecnologia emite uma energia de Radiofrequência na área tratada, permitindo agir em camadas profundas da pele e potencializando os resultados na síntese de colágeno. O tratamento pode ser associado à técnica de drug delivery, com a entrega de medicamentos na pele após a sessão, o que otimiza a sua absorção e potencializa os efeitos dos ativos aplicados na área tratada.

 

 

  • Aplicação de corticoide

 

A aplicação de corticoide injetável nos locais da lesão visa, principalmente, diminuir a sua altura. O tratamento é realizado em casos selecionados, quando a cicatriz é queloidiana ou hipertrófica, sempre associado à outras técnicas.

Para saber qual o tratamento indicado no seu caso, consulte o dermatologista.

Comentários: